Próximo Jogo
Vitória
< Voltar atrás
15 / 11 / 2021

Pepa em reunião técnica com treinadores da formação

Pepa em reunião técnica com treinadores da formação

Palestra fomentou partilha e análise técnico-metodológica

Foi uma manhã de partilha aquela que ocorreu no auditório do Estádio D. Afonso Henriques, e que reuniu as equipas técnicas de todos os conjuntos do Vitória Sport Clube, da equipa principal de futebol aos sub-9. Orientada pelo treinador da equipa principal do Vitória, Pepa, a palestra permitiu um amplo fórum de debate sobre desempenho desportivo, focado no principal escalão do futebol profissional, para o qual toda a formação do Vitória trabalha e ambiciona chegar.

Organizado pelo Diretor Técnico da Formação, Carlos Campos, esta formação técnico-metodológica permitiu a partilha de conhecimento entre todos os treinadores dos diversos escalões vitorianos. “Nós temos normalmente reuniões técnicas periódicas, em que reunimos todos os treinadores para tentar sintonizar toda a gente com uma estrutura comum daquilo que é a nossa forma de ver o jogo e o treino, e desta vez, já com a época em curso, decidimos, em conjunto com a equipa técnica da equipa principal, que fossem eles a ministrar esta formação. São eles o expoente máximo a nível técnico dentro do Vitória. Na verdade, as coisas têm corrido muito bem em termos de utilização de muitos de jogadores que vieram da formação do Vitória e queremos aproveitar essa abertura que existe da parte do Mister Pepa, e da sua equipa técnica, para partilharem connosco aquilo que é a sua visão sobre o treino, sobre o jogo, para nos fazer crescer e ao fim ao cabo, quem acaba por tirar o máximo partido de tudo isto é o Vitória. Ao promovermos que os nossos treinadores tenham acesso a este tipo de informação, a este tipo de experiência, da realidade mais próxima ao alto nível, seremos melhores depois no nosso dia a dia, quando estivermos a treinar as nossas equipas e faremos um trabalho melhor. É esse sempre o último objetivo, conseguirmos sempre ir mais além, conseguirmos sempre melhorar aquilo que são as nossas competências, não só em questões metodológicas, mas também de comunicação, de liderança, de saber estar, de saber cativar também os outros, pois, na verdade, treinar também é muito isso. Também temos um treinador na equipa principal que é excelente nessas valências todas e qualquer contacto que possamos ter com ele e com a sua equipa técnica para nós é brutal e é um motor para o nosso crescimento.”

Abrangendo todas as equipas do futebol vitoriano, Francisco Martins, treinador dos sub-10, foi um dos que assistiu à palestra e partilhou as principais valências desta partilha. “Estamos habituados a treinar jogadores mais jovens e nós também temos ambição em evoluir na nossa carreira e subir ao futebol profissional, e ninguém melhor que o Mister Pepa para nos falar, que é a voz da experiência de I Liga. Estando no Vitória, temos de ensinar e cultivar aquela missão de jogar no Vitória, o que é esta cidade e o que o clube pretende do jogador. Depois os jogadores têm de ser competitivos, porque no futebol profissional é a máxima competição, eles têm de saber lidar com essa pressão e depois, no fundo, torná-los os melhores atletas e desenvolver competências técnicas, psicológicas e físicas. A formação do Vitória trabalha com excelente profissionais, em todos os ramos, sejam eles treinadores, dirigentes, a estrutura administrativa… e isso promove um ambiente muito forte para o desenvolvimento dos atletas e que permite grandes oportunidades, seja em campeonatos nacionais, seja em subidas para as equipas de sub-23, B e até equipa principal, e é isso que faz com que o atleta goste de estar no Vitória e queira estar sempre aqui e fazer a sua formação até chegar ao mais alto patamar profissional. Esta palestra serve para aproximarmos os nossos jogadores desse objetivo.”

Por sua vez, Pepa, bastante elogioso da formação vitoriana ao longo dos meses em que lidera a sua equipa principal, voltou a puxar os galões de toda a estrutura que produz e molda jogadores jovens de excelência, com características únicas. “É uma partilha, não é nenhuma aula, nenhuma lição, é uma partilha, onde a família do Vitória, neste caso a do futebol, porque também temos as modalidades e são muitas. Assim que recebi o convite, aceitei de imediato. Tenho de dar os parabéns pelo excelente trabalho que a formação tem feito. No topo da hierarquia está uma equipa técnica que está atenta, que tenta ter todos os cuidados para não queimar etapas. Penso que há algo muito importante, que é independentemente do sistema de jogo, é o ADN, é a identidade do jogador do Vitória. E poderia falar de muitos casos, mas todos eles têm parecenças, em termos de formação de base, desportiva, a forma como estão no dia a dia, a forma como trabalham, a forma competitiva com que lidam com o treino e com o jogo, e isso é algo que é muito importante. E esse tipo de perfil também pode ser trabalhado. Daí dar constantemente os parabéns a formação pela ajuda que nos dão com o perfil destes jogadores. E não são só os treinadores, posso lembrar-me da casa onde ficam alguns jogadores jovens, liderada pelo Laureta, onde os miúdos fora da cidade também recebem lições fundamentais e recebem uma passagem dos valores para estabelecer o perfil do jogador do Vitória.”

Pepa em reunião técnica com treinadores da formação