Próximo Jogo
Futebol
< Voltar atrás
16 / 09 / 2021

“Clube certo para ter sucesso”

“Clube certo para ter sucesso”

Rafa Pereira é uma das caras novas no castelo

 

Chega ao castelo com títulos no curriculum e a ambição parece ilimitada. A viver uma nova experiência, depois de mais de uma década no FC Porto, Rafa Pereira prepara-se para ser feliz no berço de Portugal. A lesão que o afastou dos primeiros dias de trabalho já faz parte do passado e o médio confia nas suas capacidades para mostrar a Moreno que pode contar com ele. “O que vai importar é o nosso trabalho diário. Todos nós sabemos que se mostrarmos rendimento nos treinos, o mister vai reconhecer isso. Parti um pouco atrás, em relação aos meus colegas, porque cheguei lesionado e foi difícil não poder dar logo o meu contributo. Mas agora compete-me recuperar esse tempo e mostrar que sou uma opção válida”, começou por dizer.

Vestir uma nova camisola foi decisão do próprio que, dois meses depois, revela as razões da escolha. Aos 20 anos, Rafa Pereira começa agora um novo e “aliciante” desafio e espera estar à altura do clube que o recebeu. “Senti que o melhor para mim era sair e procurar um clube que me oferecesse condições semelhantes. Quando cá cheguei, percebi que tinha feito a escolha certa porque tenho aqui tudo aquilo que preciso para ter sucesso. O Vitória é um clube grande e dá-me a visibilidade que qualquer jogador gostaria de ter. Além disso, temos a motivação de poder chegar à equipa A, porque se trata de um clube que tem apostado muito nos jovens”, atestou.

"Ouvir o hino é motivo de orgulho tremendo"

Olhar para a equipa principal é o objetivo dos jovens que se encontram nos escalões abaixo. Rafa Pereira também o tem, naturalmente, e pisca ainda o olho a um desejado regresso à Seleção. Na hora de definir propósitos, há memórias felizes a serem lembradas, como a primeira chamada à equipa das quinas. “Claro que me lembro da primeira vez que fui convocado. Estava no balneário e recebi ali a notícia que estava convocado para os Sub-15. Desde aí fui sempre chamado até ao escalão de Sub-20. Sempre dei muito valor a todas as vezes que fui convocado porque isso significava que eu estava no lote dos melhores da minha posição em todo o país. E ouvir o hino, sentir que estamos a representar milhões de portugueses é, por si só, um motivo tremendo de orgulho. Para mim e para os meus pais, que sempre viveram de forma intensa o meu percurso”, contou o médio.

"Todos sonham jogar na Premier League"

Natural de Oliveira do Bairro, o internacional saiu de casa aos 13 anos e viveu, desde então, na invicta. A morada foi agora alterada para a cidade-berço e os primeiros dias têm sido de adaptação. Viver sozinho não é uma realidade nova e o jovem parece ocupar bem o seu tempo livre. E se a melhoria de idiomas faz parte da sua rotina, cozinhar é um verbo que até em português fica difícil de pronunciar. “Vim viver para cá porque não queria estar a fazer viagens diárias para o Porto, seria algo cansativo e desgastante. Mas confesso que aquilo que mais me custa é acabar o treino, por volta das 12h30/ 13 horas, e ter de cozinhar. Tenho de arranjar solução para isso (risos)”, brincou, partilhando depois como ocupa os seus momentos livres: “Estou a tirar um curso de inglês porque aquilo que sei não me parece suficiente e, hoje em dia, um jogador tem de saber várias línguas porque nunca sabemos onde iremos parar”. E a língua inglesa será, certamente, aquela que irá utilizar se um dia concretizar um sonho: “Penso que todos os jogadores têm o sonho de jogar na Premier League”.

"Liga 3 é fantástica para os jogadores"

Para já, e em bom português, o jogador está entusiasmado com as provas nacionais. E, mais ainda, com a nova competição da Federação Portuguesa de Futebol. “A Liga 3 é fantástica para os jogadores, é um projeto aliciante. É uma prova com imensa visibilidade e reconhecimento e com muito tempo de destaque no Canal 11. E nota-se que os responsáveis estão sempre atentos porque há estatísticas semanalmente, como golos, remates, eficácia de passes e isso é motivador para todos os jogadores. Ainda na jornada 3, tivemos em destaque em vários rankings e isso é bom”, explicou o jovem reforço, fazendo a seguir um resumo das três primeiras jornadas já disputadas: “Nos três jogos, fomos claramente superiores aos adversários. Conseguimos apresentar um bom futebol mas para termos reconhecimento é preciso ganhar jogos e assim chegar aos lugares de cima”.

“Clube certo para ter sucesso”