Próximo Jogo
Futebol
< Voltar atrás
21 / 02 / 2021

A maré tarda em mudar

A maré tarda em mudar

Desaire na Mata Real (2-1)

Não é boa a sequência de resultados do Vitória e a visita a Paços de Ferreira agudizou-a. Numa fase em que tudo insiste em correr mal aos Conquistadores, nem o empate se salvou na Mata Real, apesar de no último suspiro Pepelu ter estado a centímetros de um grande golo que daria alguma justiça ao marcador. A 40 metros da baliza, o espanhol ensaiou um remate que parecia ter selo de golo, mas que no último momento se desviou do alvo e negou ao Vitória um 2-2 que seria merecido.

O jogo, frente a um FC Paços de Ferreira muito valoroso e que tem sido a sensação da prova, foi rico em incidências e teve momentos distintos. Conseguiu vantagem o Vitória, por Estupiñan, mas o empate chegou ainda antes do intervalo, lançando as cartas para um 2.º tempo aberto.

Voltou a ser mais feliz o Paços, que chegou à vantagem por Hélder Ferreira, mas a partir daí o jogo teve sentido quase único e que poderia valer aos Conquistadores mais do que o resultado averbado.

O Vitória recebe o Boavista FC na sexta-feira.

A maré tarda em mudar