Próximo Jogo
Voleibol
< Voltar atrás
21 / 11 / 2016

Voleibol sofre derrota forasteira

Voleibol sofre derrota forasteira

Equipa de Adriano Paço derrotada pelo S. Mamede por 3-1

O Vitória deixou escapar em São Mamede de Infesta uma boa oportunidade para se aproximar dos lugares cimeiros da classificação da 1ª Fase do Nacional de Voleibol da 1ª Divisão, ao perder por 3-1 (18-25, 25-23, 25-17, 25-21) diante da Académica local. Um desaire que não estava nas contas dos vitorianos, sendo que o Vitória demonstrou mais qualidade.

No entanto, o problema esteve na regularidade. Depois de uma entrada auspiciosa, com um triunfo categórico por 18-25, alicerçado num ataque poderoso e numa recepção e bloco eficazes, a equipa foi perdendo gás, permitindo que o adversário fosse crescendo, até se conseguirem superar.

Até à parte final do segundo parcial, apesar de bastante mais equilibrado, o Vitória comandou, estando até a vencer por três pontos de diferença (18-15), mas de uma forma inexplicável quebrou, acumulando erros primários que ditaram a derrota.

A partir daí o Vitória não mais se encontrou, apesar de mesmo assim ter podido levar a decisão para a negra, mas a sorte acabaria por sorrir à equipa que mais regularidade apresentou no seu jogo, a Académica de São Mamede.

No final da partida, Adriano Paço reconheceu que o adversário “foi superior”. “Tínhamos a ambição de ganhar. Não o conseguimos e devo reconhecer que a Académica foi superior. Entrámos bem no jogo, com um serviço bastante agressivo e com um bloco a funcionar na perfeição. Depois, baixamos o serviço e a eficácia no ataque foi desaparecendo. A minha equipa é jovem e tem ainda muita margem de progressão pelo que o caminho será assim”, disse.

Voleibol sofre derrota forasteira