Próximo Jogo
Futebol
< Voltar atrás
03 / 02 / 2017

Tempestade sem bonança

Tempestade sem bonança

Vitória perdeu com Paços de Ferreira por (2-0)

Na abertura da jornada 20, o Vitória não conseguiu adaptar-se à chuva e ao vento da Mata Real e acabou derrotado por 2-0. Os golos pacenses foram apontados na etapa complementar, por Pedrinho e Welthon.

E foi a melhor adaptação do Paços às condições atmosféricas, traduzida na competência e eficácia, que decidiu a partida desta noite. Os Conquistadores até estiveram por cima ao longo de toda a primeira parte, quando o vento soprava a seu favor. Raphinha e Hernâni desperdiçaram aí oportunidades claras de golo mas em Paços de Ferreira os festejos tardavam em aquecer a noite fria e chuvosa. A fazer esquecer o temporal estavam as imagens brutais dos adeptos vitorianos que, uma vez mais, mostraram toda a sua fibra.

Mas se os homens da cidade-berço não conseguiram a melhor adaptação ao vento e à chuva já os pacenses deram-se como peixes na água e apontaram, na etapa complementar, os golos do triunfo. Pedrinho inaugurou o marcador aos 59 e viu Welthon aumentar a vantagem na marcação de um livre directo.

A derrota não influencia a posição europeia em que o Vitória se encontra, com a equipa de Pedro Martins a manter o quinto lugar com que chegou a esta jornada. No próximo sábado, dia 11 de Fevereiro, os Conquistadores recebem o FC Porto, a partir das 20h30.

Tempestade sem bonança