Próximo Jogo
Futebol
< Voltar atrás
11 / 08 / 2016

“Temos os nossos argumentos e a nossa personalidade e vamos ter que a pôr em campo”

“Temos os nossos argumentos e a nossa personalidade e vamos ter que a pôr em campo”

Vítor Campelos abordou encontro com o Desportivo das Aves

Em vésperas da estreia da Equipa B no Palco do Rei, Vítor Campelos projetou o encontro marcado para esta sexta-feira a partir das 18 horas.

Para o treinador vitoriano, o Desportivo das Aves “assumiu-se como forte candidato à subida, até pelas aquisições e investimento, vamos ter que respeitar muito o Aves pelas suas qualidade mas também temos os nossos argumentos e a nossa personalidade e vamos ter que a pôr em campo”, acrescentando ainda que “o Santa Clara também tem um excelente plantel, a par do Aves, que tem uma equipa bastante experiente e com jogadores que já estão lá desde a época passada e reforçaram-se com jogadores que garantem mais valias à equipa mas é isto mesmo que vamos encontrar em todos os jogos e todos os jogos serão autenticas batalhas até ao final do campeonato”. Afirmou também que “uma das coisas que fomos falando com os jogadores desde o início da época é que este campeonato da Segunda Liga é extremamente competitivo porque existem imensas equipas a lutar para subir de divisão”, concluiu. 

Vítor Campelos atestou ainda que “o Aves é uma equipa bastante experiente com jogadores atleticamente fortes e vem de uma vitória moralizadora contra o Porto. Tem jogadores rápidos e fortes em transições, mas estamos precavidos pois já tivemos oportunidade de observar e saber bem aquilo que o Aves vai fazer e depois também explorar os pontos menos positivos que o Aves tem.” 

 “Agora, No primeiro jogo em casa queremos entrar com o pé direito pois é importante começarmos bem o campeonato diante do nosso público e estou em querer que os jogadores também estão motivados para começaram bem e dedicarem uma vitória aos nossos adeptos” disse Vítor Campelos.

Questionado sobre a ansiedade dos jogadores pela estreia em casa, o vimaranense concluiu que “pode ser que seja natural porque alguns jogadores é a primeira vez que vão jogar no Estádio apesar de já terem jogado nas camadas jovens, mas acaba por ser a primeira vez que vão entrar no palco principal do nosso Clube o que pode ser que cause alguma ansiedade mas creio que depois do apito inicial ela se vai esvanecer e transformar-se numa grande motivação de estarmos a jogar em casa e no nosso castelo”.

“Temos os nossos argumentos e a nossa personalidade e vamos ter que a pôr em campo”