Próximo Jogo
Futebol
< Voltar atrás
18 / 12 / 2015

“Quero a mesma ambição e entrega dos últimos jogos”

“Quero a mesma ambição e entrega dos últimos jogos”

Sérgio Conceição perspectiva encontro com Estoril

O adeus a 2015 irá acontecer, tal como a despedida de 2014, no reduto do Estoril. A última deslocação do ano civil repete-se mas o resultado espera-se diferente. A conquista dos três pontos é, naturalmente, o objectivo de Sérgio Conceição que quer a sua equipa “com a mesma ambição e entrega dos últimos jogos”.

Questionado sobre a imagem que o Vitória iria apresentar no jogo deste sábado, o ‘mister’ elogiou a dinâmica da sua equipa mas espera ver “algo diferente em termos defensivos”. Sérgio Conceição tem procurado minimizar os erros dos seus pupilos e quando questionado sobre a importância dos mesmos no desenrolar do jogo, bem como de possíveis alterações no onze, o técnico assumiu um discurso humilde e revelador do sentido protector que tem para com os seus jogadores. “Os erros fazem parte do jogo e eu também erro. Se calhar, ao longo da minha carreira, numa ou outra substituição já errei e na formação da equipa já errei. Os erros são desculpáveis a partir do momento em que temos a consciência que podemos melhorar”, disse, em conferência de imprensa.

Leia todas as declarações do técnico vitoriano:

"No entanto, há erros que condenam como já aconteceram em momentos cruciais. Os jogadores fazem parte de um colectivo. O pior é que nesses erros têm sempre acontecido golos para as equipas adversárias. Vejo sempre erros em jogos de alto nível, das melhores equipas do mundo”

“Espero que a imagem no Estoril seja diferente em termos defensivos mas quero a equipa com a mesma ambição, com a mesma dinâmica dos últimos jogos. Quero a mesma entrega da minha equipa. Estamos preparados para ir ao Estoril e buscar os três pontos que já eram merecidos no último jogo e não os tivemos”

“Depois de FC Porto e Sporting, o Estoril é a melhor equipa em casa. O Estoril tem zero derrotas em casa e isso é demonstrativo que é uma equipa forte, principalmente em sua casa. Temos que defrontar uma equipa que começou bem o campeonato e que até pode parecer que não está no seu melhor momento mas a verdade é que ainda não perdeu em casa. Mas o jogo depende daquilo que nós fizermos”

“Há várias formas de analisarmos os jogos. Nós tivemos uma reacção fantástica com o Marítimo. Tivemos várias oportunidades para empatar e até podíamos ter estado na frente se o árbitro validasse o golo. Deixa-me bastante satisfeito ver que a equipa tem muita ambição. No entanto, essa ambição fez com que não estivéssemos tao equilibrados como queríamos mas já analisamos os erros e trabalhamos para melhorar”

“Os erros fazem parte do jogo e eu também erro. Se calhar, ao longo da minha carreira, numa ou outra substituição já errei e na formação da equipa já errei. Os erros são desculpáveis a partir do momento em que temos a consciência que podemos melhorar. No entanto, há erros que condenam como já aconteceram em momentos cruciais. Os jogadores fazem parte de um colectivo. O pior é que nesses erros têm sempre acontecido golos para as equipas adversárias. Vejo sempre erros em jogos de alto nível, das melhores equipas do mundo”

 

“Quero a mesma ambição e entrega dos últimos jogos”