Próximo Jogo
Futebol
< Voltar atrás
19 / 10 / 2016

"O pior já passou e estou a 100 por cento"

Alex voltou à competição depois da grave lesão

A emoção tomou conta de Alex quando o extremo foi questionado sobre o calvário que viveu durante cerca de um ano. Depois de regressar à competição oficial, na partida da Taça de Portugal, o extremo abordou o período de lesão e não conseguiu conter as lágrimas.

O internacional português estava em grande forma quando foi traído por uma grave lesão, que o afastou dos relvados deste o dia 15 de Novembro de 2015. Agora, quase um ano depois, Alex diz-se preparado e a 100 por cento para agarrar as “oportunidades que irão surgir”.

Leia as declarações do extremo:

“Foi um momento que me alegrou muito depois de ter estado quase um ano parado. Foi muito bom regressar, fiquei muito feliz e espero que as coisas melhorem daqui para a frente. Da maneira que eu trabalho, de certeza que vou ter mais oportunidades. É muito complicado ultrapassar estes momentos. Nem tudo foi mau durante este último ano, tentei tirar coisas boas, agarrei-me às pessoas que estiveram sempre comigo e que nunca me deixaram ir abaixo. Felizmente, já passou”

“O que mais me custou foi não poder ajudar os meus colegas. No ano passado, tivemos uma fase complicada e custava-me ver os meus colegas a atravessar aquele momento mas eu também não podia fazer muito. Há três meses nem podia correr e agora já posso andar, correr, saltar. Estou a 100 por cento”

“No primeiro mês, no período de estágio, foi complicado, pois havia sempre receio de meter o  pé mas a confiança já é outra e dou o máximo nos treinos para poder mostrar o meu valor. A confiança também se ganha nos jogos e espero ter mais oportunidades. A concorrência é forte mas não tenho medo de ninguém. Nos anos anteriores, também havia concorrência e eu sei que se estiver bem posso ter o meu lugar”

“Nos últimos 10/15 anos, o Vitória não teve plantéis tao fortes e com tantas soluções. Podemos fazer ainda mais em termos exibicionais e é isso que os adeptos podem esperar de nós”

“O Estoril é um adversário que tem vindo a crescer, que joga bem. As equipas ganharam-nos respeito e encaram-nos com algum receio mas acho que vai ser um jogo taco a taco entre duas equipas que jogam bem. Vai ser extremamente difícil mas vamos lá com o intuito de trazer os três pontos. Foi com o Estoril que marquei o primeiro golo e já lá va algum tempo, pois também há algum tempo que não marco mas vou trabalhar e o que tiver de vir, virá”