Próximo Jogo
Vitória
< Voltar atrás
15 / 10 / 2017

Maioria aprovou Relatório e Contas

Maioria aprovou Relatório e Contas

Associados reuniram-se em Assembleia Geral

Um dia após a estreia na Taça de Portugal, que resultou numa goleada de 6-1 diante do Vasco da Gama, os vitorianos reuniram-se em Assembleia Geral para aprovarem, por maioria, o Relatório e Contas relativos à época 2016/2017, apresentado por Francisco Principe, vice-presidente do Vitória SC, e Ricardo Prego, director de planeamento financeiro.

Aquando da reunião magna, realizada a título excepcional na manhã de domingo, os associados puderam apreciar as contas da última temporada, bem como conhecer o parecer favorável e o voto de louvor do Conselho Fiscal à actual Direcção do Clube.

Refira-se que esta é a última Assembleia Geral Ordinária do triénio 2015/2018, o que levou o presidente do Vitória SC, eng. Júlio Mendes, a dirigir algumas palavras aos presentes.

“Foi uma história de sucesso nestes seis anos. Não entendam este desabafo como uma forma de me vangloriar mas recordo aqui que, no primeiro ano, fiz transferências da minha conta pessoal para pagar seguros da equipa pois o Clube não tinha condições de o fazer. Temos de perceber onde começamos. Propusemos uma solução, que passou pela criação da SAD, e fizemo-lo por estratégia. Estou muito orgulhoso daquilo que conseguimos. O Vitória é o quarto maior clube de Portugal. Em cinco anos, fizemos três apuramentos para a Liga Europa. Se isto não é sucesso, não sei o que é sucesso. Conquistámos uma Taça de Portugal, algo inédito no Clube. E conseguimos fazer aquilo que prometemos às pessoas: consolidar este projecto e garantir um futuro. Quem vier a seguir a nós tem condições para continuar a construir. Algo que nós não tivemos. Sem falsas modéstias, estou muito orgulhoso. Estamos todos muito orgulhosos daquilo que fizemos”, disse Júlio Mendes.

“Temos um farol e sabemos para onde queremos ir. Este Vitória nunca existiu em 95 anos. Um Vitória que é considerado em todo o país, que é ouvido em todas as instituições do futebol. Isto é prestígio, é respeito. E isto consegue-se construindo relações sérias e credíveis com as pessoas e as instituições. O Vitória está cada vez mais forte”, acrescentou.

A Assembleia Geral contou com a participação de cerca de 150 associados.

Maioria aprovou Relatório e Contas