Próximo Jogo
Futebol
< Voltar atrás
04 / 11 / 2017

“Estes são os melhores momentos para jogar”

Pedro Martins projecta recepção ao Benfica

Os Conquistadores vão receber o Benfica depois de um triunfo moralizador diante do Marselha, na Liga Europa. Antes disso, já o Vitória havia vencido nas Aves para o campeonato. A equipa vive por isso uma semana feliz e os “níveis de confiança e a alegria no balneário são diferentes”. É também por isso que Pedro Martins assume que “estes são os melhores momentos para se jogar já o próximo jogo”.

Na conferência de antevisão à partida com o SL Benfica, marcada para este domingo, o técnico vitoriano foi ainda questionado sobre o curto espaço de tempo entre os dois jogos. Para Pedro Martins “nenhum jogador recupera na sua plenitude mas é assim o calendário”. O treinador admite por isso que vai “avaliar a condição dos seus jogadores, embora tenha já um onze na minha cabeça”.

Leia as declarações de Pedro Martins:

“Os níveis de confiança, a alegria no balneário são completamente diferentes. Estes são os melhores momentos para jogar já o próximo. A equipa está bem, está a aliar os bons resultados ao rendimento que já vinha de jogos anteriores. É um jogo em que nós amanhã vamos estar mentalmente bem. O público vai ajudar e a equipa vai dar uma boa resposta”

“Nenhum jogador consegue recuperar na sua plenitude em 72 horas. Gostaríamos de ter mais tempo mas é assim o calendário. Ainda vou avaliar a condição dos meus jogadores, embora na minha cabeça o onze já está muito bem definido”

“Espero um Benfica forte, candidato ao título. Passou uma fase menos boa mas encontro uma equipa forte e capaz. Mantém praticamente a mesma estrutura, com rotinas iguais, com o mesmo treinador. Mas espero é que a minha equipa continue estável, muito organizada, de forma a impedir que o Benfica nos faça golos. Porque penso que, em termos tácticos, frente ao Marselha fizemos um jogo, principalmente na segunda parte, a roçar a perfeição”

“Encontramos uma equipa forte, candidata ao título em França e com poder. Não alteramos a nossa filosofia e o nosso processo. Se amanhã vamos apresentar o mesmo meio-campo ou o mesmo onze, amanhã irão ver”