Próximo Jogo
Futebol
< Voltar atrás
16 / 01 / 2016

“Comigo ninguém falou. Devo respeito à Direcção e aos adeptos do Vitória”

“Comigo ninguém falou. Devo respeito à Direcção e aos adeptos do Vitória”

Sérgio Conceição falou em conferência de imprensa

“Comigo ninguém falou. Devo respeito à Direcção e aos adeptos do Vitória”. Foi assim que Sérgio Conceição deu início à conferência de imprensa de antevisão ao encontro com o FC Porto. Numa semana em que as notícias sobre um alegado interesse do emblema portista no treinador vitoriano encheram as páginas e capas dos órgãos de Comunicação Social, o técnico foi, naturalmente, questionado e não fugiu às respostas.

Frontal e directo, como é seu apanágio, Sérgio Conceição respondeu a todas as questões e deixou uma garantia: a conquista dos três pontos é o objectivo. Até porque o seu carácter não permite outra forma de estar na vida e no futebol. O técnico do Vitória negou contactos e atestou que está focado na sua equipa e na melhor estratégia “para levar de vencida um adversário difícil”.

Leia as declarações do técnico:

“Posso garantir que comigo ninguém falou. Tudo o que tem vindo a público passa-me ao lado. Devo esse respeito à Direcção e aos adeptos do Vitória e devo ser o máximo profissional. O que tem sido dito não corresponde à verdade. Causa-me algum incómodo que as pessoas possam pensar que há algo que possa interferir na preparação deste jogo. O que tem sido dito é falso”

 “Eu não sei o que me vai acontecer daqui a seis meses ou daqui a dez anos. Não existe nada para eu falar. Aliás, há muita coisa que vem na imprensa que não corresponde à verdade, como ainda esta semana surgiram noticias sobre a vida do Clube. Aquilo que vai acontecer daqui a uma semana ou três meses não sei. Tenho contrato com o Vitória e devo respeitar esse contrato, pois sou profissional, sou sério e sou trabalhador e disso ninguém duvida. Não é um resultado que vai causar dúvidas. Não consigo estar no futebol de outra maneira senão pegava nas minhas malas e ia-me embora. O meu empresário é o Vitória “

“As notícias condicionaram a preparação para este jogo? Não condicionou em nada. Depois destas notícias, tive uma palavra com o grupo de trabalho a dizer isto que estou a dizer aqui e a nossa semana de trabalho foi exactamente igual naquilo que foi a entrega, a ambição e com o objectivo de criar a estratégia que pensamos ser a melhor para levar de vencida o FC Porto. O trabalho no campo foi exactamente igual”

“Não é bom este ambiente que se criou. Sei que de certa forma pode criar-se um ambiente mais complicado a partir do momento em que se duvida das pessoas. Quem trabalha comigo sabe que o meu carácter, o meu profissionalismo, a minha seriedade é intocável. Ate acho engraçado porque vejo a minha foto nas primeiras páginas. Os meus filhos gostam, uns dias mais que outros, pois estou mais bonito numas fotos do que outras mas não me queixo”

“Vou desmentir uma situação que não existe? Do lado do FC Porto até pensam ‘o que é que ele está a desmentir se nós nunca contactamos este rapaz’? É ridículo. Não acho necessário desmentir aquilo que não existe”

“Orgulho em ser associado ao FC Porto? O orgulho que e tenho é ganhar ao domingo. O orgulho que tenho é ver esta equipa crescer, com altos e baixos claro, mas é um orgulho ver esta equipa a jogar e potenciar ao máximo estes jogadores. Ser uma mais-valia para o clube é isso que me orgulha. Tudo aquilo que possa ser o meu futuro será fruto daquilo que é o meu trabalho”

“Esperamos um adversário difícil, animado pelo resultado do rival que vai à frente do campeonato é uma equipa forte, e onde temos de estar ao nosso melhor nível para conseguir o nosso objectivo que passará pelos três pontos. Penso que o FC Porto está moralizado com estas duas vitórias com o Boavista e com o empate do Sporting mas a motivação do Porto não é importante. O que me importa é a motivação da minha equipa e aquilo que poderemos fazer”

“O Otávio e o Licá não podem jogar. Não vai ser fácil montar o onze mas não muda aquilo que são os princípios da equipa. Toda a gente que faz parte deste grupo sabe aquilo que tem de fazer. Os princípios da equipa estão cada vez mais cimentados. Poderá haver uma ou outra alteração mas não posso dizer aqui”

“Comigo ninguém falou. Devo respeito à Direcção e aos adeptos do Vitória”